top of page
Buscar

Não quero mais sentir ansiedade: o que eu faço?

É verdade que, em muitos momentos, a ansiedade é um sentimento desagradável de experienciar, mas será que é possível e saudável não sentir mais ansiedade?


Podemos fazer uma analogia com a dor. Sentir dor não é agradável, mas já imaginou como seria se você encostasse a sua mão no fogo e não sentisse dor? Provavelmente, você se machucaria bastante porque não teria o impulso de se proteger, tirando a sua mão do fogo. Assim como a dor, a ansiedade é importante quando estamos diante de algum perigo real.


Vamos imaginar a seguinte situação: “Você é uma mulher e está andando sozinha por uma rua escura à noite. Então, você percebe que um homem está vindo em sua direção e você pensa que algo ruim pode acontecer com você”.


O que você faz?


Considere as três opções:


  • lutar contra ele se for preciso;

  • correr;

  • “congelar” e torcer para que ele não tenha te visto ainda e que você passe despercebida


Essas três opções são reações à ansiedade e são boas respostas ao perigo.


Por isso, não podemos nos livrar completamente da nossa ansiedade: ela é importante quando estamos diante de um perigo real!


Anote para lembrar depois:


  • Se livrar da ansiedade NÃO é uma meta realista a ser atingida com a terapia;

  • Observe a sua ansiedade e busque ajuda profissional se você acredita que ela tem trazido muitos prejuízos para você.

Referência: Greenberger, D., & Padesky, C. A. (2017). A mente vencendo o humor: mude o modo como você se sente, mudando o modo como você pensa. (2. ed.). Artmed.




17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page